Uma reserva de qualidade de vida

Serra da Cantareira
Vista de São Paulo a partir da Serra da Cantareira

Serra da Cantareira

A Serra da Cantareira está localizada ao norte da cidade de São Paulo com 64.800 hectares de área. Abrange os municípios de São Paulo, Guarulhos, Mairiporã e Caieiras separados pela Serra da Pirucaia.

Sua encosta sul pertence ao Parque Estadual da Cantareira, reserva possuidora de 7.916 hectares. Já na face norte, em Mairiporã, encontram-se diversos bairros nobres, condomínios de alto padrão e estradas e trilhas destinadas à pratica de esportes radicais.

Sistema Cantareira

O Sistema Cantareira trata 33 mil litros de água por segundo. Trata-se de um dos maiores sistemas produtores de água do mundo. As seis represas que compõem o complexo estão em diferentes níveis e são interligadas por 48 km de túneis para aproveitar os desníveis e a acumulação de água por gravidade.

O Sistema Cantareira abastece cerca de 55% (9 milhões) da Região Metropolitana do Estado de São Paulo e fornece uma das melhores água do planeta, com padrões de qualidade superiores aos exigidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

4 reservatórios dão origem ao Sistema:

  • O primeiro fica na cidade de Bragança Paulista e é alimentado pelos rios Jacareí e Jaguari, cujas nascentes estão localizadas no Estado de Minas Gerais. Neste reservatório são armazenadas 22 mil litros de água por segundo.
  • O segundo reservatório armazena 5 mil litros/segundo do rio Cachoeira de Piracaia.
  • O terceiro, na cidade de Nazaré Paulista, armazena 4 mil litros/segundo, do Rio Atibainha.
  • E, na cidade de Mairiporã, a quarta barragem de 2 mil litros/segundo do Rio Juqueri, formada pela barragem Engenheiro de Paiva Castro, e com nível de 745 metros,

A Serra da Cantareira era o grande obstáculo natural entre as fontes produtoras de água e a Estação de Tratamento do Guaraú. A Estação Elevatória foi construída para vencer essa barreira natural através do impulsionamento da água até o Guaraú.

Sistema Cantareira
Represa do Jaguari

Mairiporã

Mairiporã em tupi-guarani significa “Aldeia Pitoresca”. A região é repleta de serras e montanhas e uma parte da Mata Atlântica preservada abriga uma das entradas do Parque Estadual da Serra da Cantareira (uma das maiores florestas urbanas do mundo), o núcleo Águas Claras, onde é possível realizar trilhas, em meio a natureza. Em 1992, a região da Cantareira foi reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Atrações turísticas:

  • Pico Olho d’Água (também conhecido como Morro do Juquery)
  • Sítio do Picapau Amarelo (onde é possível mergulhar nas histórias e personagens de Monteiro Lobato)
  • Lago das Sete Quedas
  • Trilha dos Macacos
  • Complexo do Velhão
  • Pedreira do Dib
  • Cruzeiro
  • Represa Paiva Castro
  • Igreja Matriz de Nossa Senhora do Desterro
  • Museu de Arqueologia Industrial Thomaz Cruz
  • Museu de Ciências e Artes do Instituto Mairiporã

Festas típicas

  • Março: Aniversário da cidade
  • Maio: Cavalgada
  • Julho: São Cristóvão
  • Setembro:
    • Fórum do Desenvolvimento Econômico e Turismo
    • Festa da Padroeira
  • Novembro: Mairiporã Ecofest Adventure
 
Mairiporã localiza-se no extremo norte central da Região Metropolitana de São Paulo e esta a 31Km da cidade de São Paulo.

Atibaia

Da origem tupi, temos Tybaia, sendo TY – baia (ou aia), que significa rio manso, de águas tranquilas, abundantes, agradáveis ao paladar. Até chegar ao nome Atibaia, o vocábulo passou por várias modificações: Thibaia, Atubaia, Thibaya, mas o significado continuou o mesmo, “manancial de água saudável”. 

Atibaia é um dos quinze municípios paulistas considerados estâncias climáticas pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por lei estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também o município adquire o direito de agregar, junto a seu nome, o título de estância climática, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.

Atrações turísticas: 

  • Pedra Grande
  • Grota Funda
  • Parque Edmundo Zanoni
  • Teleférico
  • Igreja Matriz
  • Igreja do Rosário
  • Santuário Schoenstatt
  • Lago do Major
  • Usina
  • Museu dos Escravos
  • Museu Municipal
  • Alambiques

Festas típicas:

  • Carnaval: Bonecões
  • Junho: Aniversário da cidade
  • Julho: Festival de Inverno
  • Setembro: Festa das Flores e Morangos
  • Dezembro: Congada e Cavalhada
Rodovia Fernão Dias
Rodovia Fernão Dias

Rodovia Fernão Dias

A Rodovia Fernão Dias – ou anteriormente Via Fernão Dias – é a denominação que a BR-381 recebe no trecho entre duas regiões metropolitanas brasileiras: a Grande São Paulo e a Grande Belo Horizonte.

A BR-381 é uma rodovia diagonal, de extrema importância econômica para o país, que foi duplicada no Governo FHC e, posteriormente, foi privatizada nos trechos que interligam as cidades de São Paulo a Belo Horizonte. A rodovia também serve de ligação entre os estados brasileiros do Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo.

A rodovia tem início na cidade Guarulhos/SP e termina na cidade Contagem/MG, passando por 33 cidades em mais de 570 quilomêtros de extensão. Dentro do estado de São Paulo cruza importantes cidades tais como: Mairiporã, Atibaia e Bragança Paulista. Possuindo ainda entroncamento com a Rodovia D. Pedro I que interliga as cidades de Campinas e Jacareí.

Hoje é administrada pela iniciativa privada (Arteris).

Rodoanel - Trecho Norte

O trecho Norte ligará as rodovias Dutra e Fernão Dias às rodovias dos Bandeirantes, Anhanguera, Castelo Branco, Raposo Tavares e Rodovia Régis Bittencourt de forma mais direta. O trecho terá 44 km de extensão. O valor total do trecho Norte deve chegar aos R$ 6,5 bilhões. Nesse total estão inclusas, por exemplo, o valor de todas as desapropriações.

A obra terá recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), do próprio Estado de São Paulo e também do Governo Federal.

O arco norte é considerado estratégico pois ligará os trechos Oeste e Sul, em funcionamento, com a rodovia Presidente Dutra e com a Rodovia Fernão Dias. O aeroporto de Guarulhos também terá uma ligação exclusiva, de 3,6 quilômetros.

A obra é polêmica porque, além de muitas desapropriações, ela passará por áreas ambientalmente sensíveis, caso da Serra da Cantareira, que conta com áreas ainda bem preservadas. Para tentar diminuir o impacto ambiental, o projeto da estrada prevê a construção de sete túneis e também de 111 pontes e viadutos.

Rodoanel

Entre em contato

Avenida Flamboyant, 25 - Residencial Morada do Sol

Bairro Jundiaizinho

Divisa Mairiporã e Atibaia/SP

✆  (11) 4413-1999

(11) 9 4730-2258

(11) 9 9989-4195 

terranossaatibaia@terra.com.br